in ,

Este pai arrastou a filha de 2 anos para fora do restaurante. O que ele escreveu depois no Facebook é uma lição para todos!

Qualquer pessoa que tenha filhos, sabe quão complexo pode ser desempenhar o papel de pai. As crianças são muito impulsivas e imprevisíveis, e necessitam de muitos cuidados e atenção. Apesar de valer totalmente a pena, nem sempre é fácil.

A prova disso é esse pai, que estava no restaurante com a filha de 2 anos quando esta começou a fazer uma birra de tal tamanho, que ele teve de sair do local com ela.

Já no carro, decidiu tirar uma fotografia ao momento e publicou-a, juntamente com um desabafo:

“Estou trancado no meu carro com a minha filha pequena. Nós saímos para um jantar em família e ela teve um ataque porque a mãe não a deixou mandar as pernas de frango aos outros.

Então, ela gritou e gritou, esperneou, e já que eu era o único que tinha terminado a minha refeição, tive o prazer de a arrastar para fora do Red Robin (o restaurante).

Eu passei com ela pelo bar e toda a gente olhou para mim, a maioria das pessoas, sem filhos, imagino eu. Ninguém com filhos me teria olhado daquela forma, com a boca torta, que parece dizer: “se você não consegue controlar a sua filha, então saia”.

Bem… não. Eu não consigo controlá-la.

Não o tempo todo.

Ainda não.

Ela tem 2 anos e vai levar anos para ensiná-la a agir propriamente em público, e a única forma de ensinar isso é saindo com ela e mostrando-lhe o certo e o errado. Dizer não um milhão de vezes, deixá-la fazer birras e dizer-lhe que não novamente.

Esses ensinamentos requerem paciência, trabalho duro e experiências do mundo real, e desculpem-me aquelas pessoas no bar que se irritaram com a birra da minha filha, mas vocês são parte desse treino. Os vossos pais fizeram o mesmo convosco e é assim que sabem como reconhecer quando uma criança faz algo irritante num restaurante. Foi assim que aprenderam a olhar para uma situação e dizer: “esta mãe/pai precisa de aprender a controlar os seus filhos”.

Foi assim que aprenderam a ser pessoas respeitáveis.

Eu entendo. As crianças são irritantes quando fazem barulho num restaurante. Eu sei. Eu estou a viver isso. Mas antes de ficar com raiva e julgar, compreenda que o que está a presenciar não é uma criação má, mas, pelo contrário, pais a trabalhar arduamente para resolver a situação.

Está a olhar para o que é preciso para transformar uma criança numa pessoa.”

O testemunho deste pai é muito importante e apela à tolerância e compreensão, antes de partir para julgamentos.

Se concorda com ele, PARTILHE!

Grupo de mulheres diz que o seu ato “nunca foi feito antes”, deixando a plateia arrepiada com a sua performance

“Sound of Silence” começa a tocar. Quando a voz deste homem emerge, os jurados ficam arrepiados