in ,

Marido desliga as máquinas da sua mulher que estava a morrer em coma, e ela sussurra “sou uma lutadora”

É o pior pesadelo de qualquer família: certo dia, Steven Pellettiere-Swapp encontrou a sua mãe, Lyndee, inconsciente.

A mulher de 45 anos de idade acabou por ficar de coma durante 12 dias de partir o coração, até que os médicos aconselharam a família a autorizar que desligassem as máquinas que a prendiam à vida.

Este é o tipo de decisão que nenhuma família quer tomar, mas para honrar o desejo de Lyndee de ser dadora de órgãos, o seu marido e filhos concordaram em desligar as máquinas.

Um por um, despediram-se dela, e Lyndee lembra-se de tudo, até mesmo do que os médicos lhes disseram para os preparar para o que iria acontecer.

Foi aí que o seu marido começou a sussurrar-lhe: “preciso que lutes, preciso que lutes”.

Lyndee não conseguia mexer-se, não conseguia falar, mas tal como o marido lhe pedira, lutou.

“Eu sou uma lutadora”, conseguiu dizer. A família ficou boquiaberta!

Logo depois de se despedirem da pessoa mais importante das suas vidas, logo depois de desligarem as máquinas, lá estava ela viva, alerta, uma lutadora.

A partir daí, Lyndee teve uma ótima recuperação e faz questão de contar a sua incrível história e como as palavras do marido a conseguiram trazer de volta à vida.

“Só porque não estás consciente não quer dizer que não consigas ouvir, por isso devem sempre falar com as pessoas que estão nessa situação. Elas ouvem-te!”, explica Lyndee.

Se também ficaste surpreendida e emocionada com esta história, PARTILHA!

Gosto desta publicação -->


Jurada cai no colo de Simon quando uma concorrente de 14 anos levanta isso em palco…

Cadelinha surpreende todos ao salvar os seus filhotes de um incêndio e levá-los até ao camião dos bombeiros