Os médicos retiram 8cm do colo do útero da mãe de um bebé único no mundo

Esta é a história de Katie Hanson, uma jovem norte-americana de 23 anos, cuja vida foi literalmente salva pela própria filha mesmo antes de esta nascer.

Num exame de rotina de gravidez, os médicos diagnosticaram a jovem com cancro do colo do útero, e aconselharam-na a abortar para poder iniciar o tratamento.

Contudo, como nunca teria descoberto o cancro a tempo se não tivesse engravidado, recusou-se a desistir da filha.

Depois de dar à luz a pequena Willow, os médicos removeram 8cm do colo do útero de Katie, que ficou livre do cancro.

Infelizmente, as dificuldades não ficaram por aí, e Katie reparou que Willow tinha dificuldades em respirar e comer.

Então, Willow fez vários exames, e os médicos descobriram que a bebé sofria de uma doença extremamente rara, chamada de inclusão celular.

Só são conhecidos 72 casos desta doença em todo o mundo, e sabe-se que a condição afeta o coração, a digestão, a respiração e as articulações. Willow é tão frágil que uma simples constipação pode mesmo ser fatal.

Willow já conta com 22 meses de idade, e de acordo com Katie, é bastante feliz. A jovem mãe está determinada em conseguir o máximo de recordações possíveis da sua filha, como o momento em que esta disse “mamã”, embora os médicos tivessem dito que ela iria ser muda.

Gosto desta publicação -->


“A minha principal prioridade é que a Willow se sinta confortável e feliz”, diz Katie.

Uma mãe exemplar!

Irma faz com que o oceano desapareça das praias da Flórida e das Bahamas e é aterrador

Conan O’Brien encontra 75 portugueses em Israel e cumprimenta-os na língua de Camões