Conhece os sinais de alerta que o teu fígado está intoxicado

PUBLICIDADE

Todos os nossos órgãos são importantes, mas não há dúvida que o fígado é um dos mais essenciais, pois é responsável por filtrar o sangue, metabolizar nutrientes e desintoxicar-nos das substâncias prejudiciais que entram no nosso organismo.

É muito perigoso quando se dá uma acumulação de gordura do fígado, pois pode fazer com que este deixe de conseguir eliminar as toxinas, e normalmente isso acontece quando temos uma má alimentação.

Quando o fígado tem muitas toxinas, pode ficar inflamado e até mesmo sofrer de danos permanentes, e existem alguns sinais que te podem ajudar a perceber se o teu fígado está realmente a precisar de uma limpeza:

PUBLICIDADE

  • Dor crónica nas articulações ou músculos
  • Dor de cabeça ou enxaqueca atrás dos olhos
  • Cansaço crónico
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Ganho de peso inexplicado
  • Dor abdominal
  • Inchaço
  • Diarreia
  • Constipação
  • Acne
  • Transpiração excessiva
  • Desequilíbrio hormonal
  • Alergias
  • Confusão mental
Gosta desta página -->

g4t23wttt233t223t3-e1480705219340

Gosta da nossa página no Facebook

Se sentires mais de 3 destes sintomas, é sinal que o teu fígado está a ter dificuldades em desempenhar as suas funções.

Nesta situação, é muito importante tratar o fígado, algo que, nos casos menos graves, deves conseguir através dos seguintes conselhos:

  • Manter uma alimentação equilibrada (ingerindo grãos naturais, gorduras saudáveis, alimentos fermentados, proteínas de alta qualidade, sementes, frutos secos, etc);
  • Consumir alimentos ricos em fibras (por exemplo brócolos, couves de Bruxelas, abacate, sementes de chia, sementes de linho, alcachofras, etc);
  • Ingerir alimentos ricos em gorduras saudáveis (por exemplo manteiga, abacate, óleo de coco, óleo de palma, etc);
  • Beber muita água;
  • Comer vegetais de folhas verdes escuras, que vão aumentar os níveis de magnésio, vitaminas B e C e ácido fólico;
  • Evitar a ingestão de álcool, que pode provocar danos irreparáveis ao fígado;
  • Evitar açúcares refinados como o açúcar branco e até mesmo o mascavado.

PARTILHA!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE