Este casal deixou o seu bebé recém-nascido sozinho, sem vigilância, com um “cão matador”. O que aconteceu depois devia fazer todos refletir

Infelizmente, existe o preconceito errado de que os cães de raça Pit Bull são muito violentos e mortíferos, pelo que são os menos adotados.

Mas este casal deixa o filho pequeno, Siegmund, entregue a uma cadela Pit Bull Terrier, prática que muitos pais criticariam, pois esta é na verdade muito meiga.

Justin Acuff, o dono de Akamara, a cadela, e pai de Siegmund, deixou o seu testemunho nas redes sociais:

“Siegmund nasceu a 26 de novembro de 2014. Ele conheceu a Akamara pela primeira vez no dia 27. Nós nunca o deixámos sozinha com ela, pois afinal de conta, ela é perigosa para ele. Ela pode literalmente matá-lo de dormir tão abraçada a ele.”

Ao contrário do que muitos pensam, os Pit Bull Terrier são a raça recomendada para cuidar de crianças, pois adoram-nas e são muito dóceis com elas.

As lutas de cães já remontam à altura em que o Homem domesticou os cães, e os Pit Bull são os preferidos por vários motivos, nenhum deles relacionado com o seu feitio, mas principalmente por terem uma mordida forte.

Algumas pessoas treinam cães para ficarem agressivos e lutarem, o que é considerado crime, e quando estes são resgatados sofrem stress pós-traumático, pelo que podem por vezes atacar. Logo, nenhum cão nasce violento, não sendo uma característica da própria raça.

Akamara foi resgatada após ser vítima de negligência sem agressão física, pois tinha 6 meses e estava com sarna. A cadela pedia muita atenção, e o seu sistema imunitário estava muito em baixo, pelo que também sofreu de uma infeção no ouvido.

Gosto desta publicação -->


As fotografias que deixamos neste post são a prova de que, na verdade, os Pit Bull são muito carinhosos.

PARTILHE!

Despacito Da Banda Musical De Monção Faz Sucesso Na Internet

Os bombeiros estão a implorar para que você nunca deixe uma garrafa de água no carro