in

Jovem morre de embolia pulmonar causada pelo uso de anticoncecional

Esta é a história de Abbey Parkes, uma jovem de 20 anos natural de Inglaterra, que levava uma vida feliz e completa.

Abbey trabalhava num escritório de advogados, já tinha ido morar com o namorado, e tinha uma boa relação com todos à sua volta.

Infelizmente, em agosto de 2016, a jovem morreu de forma súbita. A família, amigos e conhecidos ficaram chocados, pois nada explicava como algo assim pudesse ter acontecido tão inesperadamente.

O irmão de Abbey encontrou-a inconsciente em casa, já sem respirar há algum tempo, e tudo indicava que se tratava de uma paragem cardiorrespiratória. Mas o que a tinha provocado?

Cerca de 2 semanas antes de falecer, Abbey sentiu dores do lado direito do corpo, náuseas e dor de cabeça, pelo que se dirigiu ao médico.

Porém, o médico desvalorizou os sintomas da jovem e receitou-lhe apenas analgésicos. Embora realmente Abbey não parecesse estar em risco de vida, o médico analisou mal a situação.

Após a realização da autópsia, a razão da paragem cardiorrespiratória foi revelada: embolia devido a uma causa hereditária que Abbey não conhecia, e pela utilização da pílula anticoncecional.

A jovem tomava a pílula desde os seus 14 anos, como muitas mulheres, pois este comprimido tem ganho bastante fama por evitar a gravidez.

Contudo, a pílula representa um grande perigo quando a mulher que toma tem alguma doença, e muitas são receitadas sem ter em conta o seu historial médico.

A pílula de Abbey, que esta tomou durante 6 anos, agiu fatalmente por associação à sua doença hereditária não diagnosticada: Fator V de Leiden (um problema de hipercoagulabilidade).

A pílula motivou a formação de um coágulo sanguíneo que, juntamente com a sua doença, originou uma embolia pulmonar. Isto é, o coágulo soltou-se e deslocou-se até ao pulmão, neste caso, fixando-se lá e bloqueando a circulação do sangue. Uma vez bloqueada a circulação sanguínea, o oxigénio não corre e dá-se uma paragem cardiorrespiratória.

Aqui fica um alerta para todas as mulheres que tomam a pílula: esta tem muitos perigos associados e o seu historial deve ser cuidadosamente analisado antes de começar a tomá-la.

PARTILHE, é muito importante!

Esposa de luto pelo marido com quem estava casada há 18 anos recebe visita de desconhecidos sobre o anel de casamento dele

Mãe pensava que a bebé tinha ficado no incêndio, mas o cão sacrificou-se para a salvar