in

Gato sabe, com horas de antecedência, quando as pessoas vão falecer

Hoje vamos dar-lhe a conhecer o gato Oscar, mascote do “Steere House Nursing and Rehabilitation Center”, casa de repouso em Providence (EUA).

A casa adotou Oscar em 2005, na qualidade de gato de terapia, e inseriu-o na enfermaria do terceiro andar, onde se encontram os pacientes em fase terminal de Alzheimer e Parkinson.

O gato é adorado por todos, mas a verdade é que receber uma longa visita dele não é bom prenúncio.

Após ser adotado, Oscar fazia questão de visitar alguns pacientes nos seus quartos, deitar-se perto deles e aconchegar-se na cama. Este comportamento é relativamente normal para os gatos, mas a parte estranha é que todos os pacientes que Oscar visitou acabavam por falecer poucas horas depois.

Entre os anos 2005 e 2010, o felino pressentiu a morte de 50 pessoas, e as suas previsões são de tal forma certeiras, que os funcionários da casa de repouso avisam sempre os familiares das pessoas quando o gato vai para a cama delas.

O sexto sentido de Oscar valeu-lhe o título de “anjo da morte”, pois embora o seu dom seja algo assustador, a sua intenção é fazer companhia à pessoa e aliviar o seu sofrimento e solidão nas últimas horas de vida.

Os familiares dos pacientes estão muito agradecidos a Oscar, pois possibilitou a muitos passar os últimos momentos com os seus e fazer a despedida.

Não se sabe bem como é que Oscar consegue pressentir estas coisas, mas segundo David Dosa, especialista em geriatria, o comportamento do gato pode ser justificado por uma reação a determinados odores que as pessoas moribundas emanam, indetetáveis aos humanos.

PARTILHE!

Impiedoso dono abandona cão e nem se arrepende ao vê-lo correr desesperadamente atrás do carro

Nem todos têm a sorte de estar com uma mulher de Capricórnio: é uma joia preciosa