in

Gato foge de casa para acompanhar velório da sua dona

Se ainda havia dúvidas de que os animais têm sentimentos e fazem luto, a história que trazemos hoje vai pôr-lhes fim.

Infelizmente, uma mulher de 32 anos chamada Luzia Aparecida Alencar dos Santos faleceu, juntamente com a filha Júlia dos Santos (3 anos), num acidente com um autocarro de turismo que saía de Campos do Jordão umo a Baixada Santista.

O velório de Luzia e Júlia foi realizado em Osan, em São Vicente, no litoral paulista, e um dos presentes chamou a atenção.

Era Ópera, o gatinho de estimação de Júlia, que fez questão de acompanhar todo o velório, sem sair de ao lado do caixão da pequena.

Segundo a família, Ópera aproveitou quando abriram o portão da casa para sair e esconder-se debaixo do banco do carro.

Ópera ficou toda a manhã perto dos caixões, sentando-se ocasionalmente numa cadeira com os restantes familiares.

As pessoas viram o gato a sair da capela só para ir beber água, e a voltar rapidamente para o seu “posto”.

Luzia e Júlia foram sepultadas juntas no Cemitério Municipal da cidade, que nunca as esquecerá, tal como o gato de estimação.

A mais velha espécie vertebrada pode ter 512 anos

Um Pit Bull fica preso a uma corrente sem comida e água durante vários dias – os vizinhos decidem salvá-lo