in

Cão nascido com apenas metade da espinha é abandonado, desafia todas as probabilidades e mantém o sorriso

Esta é a história de Cooper, um cão de 2 anos que nasceu com um defeito de nascença raro: síndrome da espinha curta, provocada por endogamia irresponsável.

Em suma, Cooper não tem pescoço e possui apenas metade do corpo de um cão normal. Infelizmente, o pequeno foi abandonado numa fazenda pelos seus criadores quando tinha apenas 2 meses, pois estes consideraram que ele não lhes seria útil.

Entretanto, Cooper foi encontrado uma equipa de resgate que não conseguiu ficar indiferente à sua situação. Então, o cãozinho foi levado para uma clínica veterinária, onde o curaram de vários vermes, carraças e até uma hérnia.

Cooper não conseguia andar durante muito tempo e tinha dificuldades em fazer cocó, mas o seu desenvolvimento foi surpreendente.

O animal foi adotado por Elly e Andy Keegan, um casal com muitos cães, que lhe asseguram a toma frequente de antibióticos para ajudar a controlar a sua condição. Com eles, Cooper é um cão muito feliz, que apesar das suas necessidades especiais, não deixa de sorrir, brincar e querer proteger a sua nova família.

PARTILHE!

10 receitas de pudim de pão deliciosas para experimentar

15 fotos que mostram o que uma onda de frio significa realmente