Pinguim é libertado no seu habitat quando de repente se vira para um adeus que ninguém previa

Resgatar e reabilitar animais selvagens é um trabalho incrivelmente recompensador. Os animais em necessidade desesperante de ajuda, carinho e amor podem florescer no ambiente certo.

O Kaikoura Wildlife Rescue da Nova Zelândia foi inaugurado em setembro de 2017, com esse mesmo objetivo. A sua missão é tratar e reabilitar aves nativas da Nova Zelândia feridos e doentes.

A instalação é operada pela bióloga de vida selvagem Sabrina Luecht, especializada em espécies ameaçadas de extinção. O trabalho que ela faz é completamente voluntário e incrivelmente significativo.

Aparentemente, há muitas jovens aves marinhas a lutar contra a fome devido às condições de La Nina. A maioria das aves que Sabrina tem cuidado são gaivotas, petréis, corujas, kererus, maçaricos e pinguins azuis, como o que se pode ver no vídeo abaixo.

Sabrina cuidou de um pinguim azul ferido durante seis dias, pois ele tinha uma ferida na cabeça por se ter tentado livrar de uma rede.

A ave foi descoberta presa e ferida por um indivíduo que felizmente parou para ajudar. O pinguim precisava de medicamentos para aliviar a dor, antibióticos, reidratação, nutrição especial e descanso.

Finalmente, chegou a hora de o precioso pinguim azul ser devolvido ao seu habitat, na água. Sabrina transportou a ave reabilitada para a praia, para a libertar no oceano.

Cuidadosamente, colocou o pinguim na areia e deu alguns passos para frente. Ela recuou, mas o pinguim não suportava separar-se da pessoa que cuidou dele.

Quando as ondas chocaram, o pinguim simplesmente olhou para Sabrina, sem saber o que fazer a seguir. Descubra quais são os próximos passos do pinguim azul no vídeo emocionante abaixo. PARTILHE!

15 gatos gigantescos que o vão fazer apaixonar-se

Óculos dos chineses…