in

Girafas entram para a lista de espécies ameaçadas de extinção

Nos últimos dois anos, várias ONGs e instituições ambientais tentaram arduamente incluir as giradas na Lei de Espécies Ameaçadas dos EUA, e agora oficialmente a espécie encontra-se em risco de extinção.

De acordo com a União Internacional Para a Conservação da Natureza (UICN), desde o ano 1985, a população de girafas diminuiu em 40% a nível mundial.

“Consideramos que a competição para listar as girafas apresentou informação substancial quanto às potenciais ameaças associadas ao desenvolvimento, agricultura e mineração”, disse o porta-voz do departamento.

Adam Peyman, do Humane Society International dos EUA, conta que não há praticamente qualquer restrição à importação de produtos originários da caça e exploração de girafas.

Com estas incluídas na Lei de Espécies Ameaçadas, começam a ser oficialmente protegidas e a importação passa a ter entraves.

Entre 2006 e 2015, mais de 39.516 girafas foram importadas (mortas ou vivas), para os EUA, assim como 21.402 esculturas ósseas, pouco mais de 3 mil peles e 3,7 mil troféus de caça. Isto representa um problema social grave, pois significa que muitas pessoas ainda olham para a caça como algo grandioso.

Através destes números, é possível perceber que a humanidade está a retroceder em algumas coisas.

“A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo que os seus animais são tratados”, disse Mahatma Gandhi, e é importante levar isso em consideração para evoluir.

PARTILHE!

O verdadeiro mundo do Instagram vs a realidade

“Nude Foods”: campanha na Nova Zelândia visa eliminar o plástico dos alimentos