in

Dois elefantes separados unem as trombas para se despedirem para sempre

Infelizmente, muitos elefantes são mantidos em cativeiro durante todas as suas vidas, e sacrificados pelo seu marfim, posteriormente traficado.

Não podem aproximar-se de outros elefantes, brincar na lama com as crias, pisar a relva fresca e húmida, comer folhas das árvores ou tomar banho nos lagos.

Mesmo os que estão cativeiro com outros elefantes costumam ser separados, como dois elefantes que partilhavam a jaula há 11 anos, até um deles ter sido vendido pelo jardim zoológico.

Flavia, um elefante de 43 anos é outro exemplo do sofrimento a que estes animais estão sujeitos. Flavia morreu recentemente no jardim zoológico de Córdoba, em Espanha, para onde foi com 3 anos. Infelizmente, sofreu de depressão durante muitos anos por viver em cativeiro, apos ser separada da mãe.

As organizações que lutam pelos direitos dos animais têm feito tudo o que podem, mas não chega para parar os maus tratos e negligência.

Recentemente, uma fotografia partilhada por Soumya Vidyadhar deu a conhecer outro caso: dois elefantes a ser separados, cada um com um destino diferente. Pelo caminho, na estrada, os dois animais tocaram as trombas, numa despedida sentida.

Os elefantes, como todos os outros animais selvagens, pertencem nos seus habitats naturais, ao ar livre. Será que algum dia será essa a realidade de todos? Ainda há tanto a fazer, mas esperamos do fundo do coração que sim.

PARTILHE!

Estava em coma, mas o latido do seu cão despertou-o: hoje é o seu “anjo da guarda”

Os donos abandonaram-no no canil por ser muito grande e agressivo, mas um teste de DNA salva a sua vida